Jovens de alma, velhos de corpo: os atletas da terceira idade

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Atletas maiores de sessenta anos provam que os limites foram feitos para serem quebrados

Por Carolina Gomes e Letícia Nascimento

Quando a idade dá os primeiros sinais, muitas pessoas passam a diminuir o ritmo para aproveitar uma velhice mais calma diante de uma vida inteira de trabalho duro anterior.

Entretanto, com o aumento da expectativa de vida do brasileiro, que atualmente chega a média dos 75,8 anos, segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já encontramos muitos idosos buscando melhor qualidade de vida, mesmo quando mantêm a velha rotina.

Mas nem só de trabalho vive o homem (ou a mulher) na terceira idade. Mesmo depois da aposentadoria, esse público maior de sessenta anos vem introduzindo a prática esportiva, por exemplo, cada vez mais em seu dia a dia. E eles têm muita disposição e energia para gastar, independente das limitações físicas impostas pelo envelhecimento.

Um exemplo dessa vitalidade  e disposição são os times participantes do Jogos Regionais do Idoso (JORI), promovido pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude em parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo. Este ano, o JORI trouxe a sua 22º edição e a grande final aconteceu na Praia Grande, litoral paulista, que também foi o time campeão de 2018.

O coordenador de Esporte, Lazer e Juventude Nelson Alves Filho, responsável pela organização do evento, contou um pouco do projeto: sua origem, regulamentos e a importância que o evento têm na vida do idoso.

Além disso, para aqueles que não querem seguir por um caminho tão competitivo, aulas voltadas exclusivamente para o público maior de 60 anos incentivam apenas o prazer por movimentar o corpo também estão em alta no mercado.

O Estúdio Anacã, um estabelecimento que promove diversas atividades voltadas para a dança contemporânea e clássica, por exemplo, promove aulas de zumba e pilates exclusivas para o público da terceira idade.

Confira a reportagem para conhecer estes idosos que exploram tanto seu lado competitivo do esporte, como também seu lado prazeroso.

 

Share.

About Author

Leave A Reply