Por Leonardo Pratt e Vinícius Batista

O 5º Distrito Policial, localizado na Avenida Marechal Rondon, centro de Osasco, na Grande São Paulo, têm uma grande parcela de responsabilidade no atendimento aos cidadãos. Por estar geograficamente bem localizado, é alvo constante de queixas, as quais vêm aumentando ao longo dos meses do ano, pelos indivíduos, cada vez mais preocupados com a segurança e o seu bem-estar.

Segundo a delegada Lorena Gambardella, que está há 19 anos na profissão, os principais crimes denunciados são roubo e furto. Eles são frequentemente relatados via internet por meio do Boletim de Ocorrência Eletrônico, um sistema que dá maior agilidade e segurança aos atendimentos, mas só é aceito em crimes de menor gravidade. No caso de rejeição do pedido online, a vítima é chamada para realizar o B.O presencialmente. Ela também afirmou que o DP atende ocorrências de outras cidades e estados, dando assim dinâmica e facilidade aos moradores.

Tendo em vista o aumento do número de prisões em flagrante, a delegada relatou que o DP providenciou a instalação de uma cela de detenção provisória, onde ficam os infratores apreendidos até que se realize a audiência de custódia, no Fórum da Comarca de Osasco. A cela também é utilizada em casos de falta de pagamento de pensão alimentícia. Ao lado do DP, localiza-se a Cadeia Pública, onde estão detidos os criminosos da cidade.

Embora tenha seus benefícios, o Distrito carece de cuidados primários de infraestrutura. Pôde-se observar janelas trincadas, portas do banheiro quebradas, fraca iluminação, problemas técnicos nos computadores e a falta de limpeza nas paredes e no chão. Fora isso, ele representa um elo entre a lei e a população.

*a reportagem não foi autorizada a gravar as declarações da delegada Lorena.

*ao chegar no Distrito, a reportagem observou a prisão de quatro homens.

Leave a Reply