36ª SEMANA DE JORNALISMO DA PUC-SP “Olhares sobre a Violência”/ao vivo AGEMT

cartazsemana2

36ª SEMANA DE JORNALISMO DA PUC-SP
“Olhares sobre a Violência”
De 20 a 24 de Outubro ? Auditório 239

SEGUNDA-FEIRA (20/10)

Entrevista Coletiva sobre cobertura de conflitos armados – 9h às 12h
Convidada: Patrícia Campos Mello – Repórter especial do jornal Folha de São Paulo

Conflitos regionais e a desordem mundial – 19h às 22h
Convidados: Andre Roberto Martin: Coordenador do Programa de Pós graduação em Geografia Humana da FFLCH-USP (2007 a 2009) e Chefe do Departamento de Geografia (2010 a 2012)
Arturo Hartmann: jornalista, diretor de Sobre Futebol e Barreiras e membro do Mop@t (Movimento Palestina para Tod@s)

TERÇA-FEIRA (21/09)

Crime organizado no Brasil – 9h às 12h
Convidados: José Carlos Blat – Promotor
Iuri Salles – Jornalista, autor do livro “PCC: dias melhores não virão”. E
Caio Zinet – Formado em Jornalismo pela PUC-SP e antigo integrante do Centro Acadêmico do curso, o Benevides Paixão. “Desvelando Maio de 2006”, seu trabalho de conclusão de curso em 2010, relaciona os ataques do PCC com a questão urbana

O que é terrorismo? – 19h às 22h
Convidados: : Reginaldo Nasser: é mestre em Ciência Política pela UNICAMP e doutor em Ciências Sociais pela PUC (SP) área de concentração em Relações Internacionais.
Salem Nasser: Graduado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e doutor em Direito Internacional pela Universidade de São Paulo

QUARTA-FEIRA (22/10)

Disputa pela terra: questão agrária e indígena – 9h às 12h
Convidados: Cristiano Navarro – Jornalista
Maurício Hashizume – sociólogo.
Marcos Tupã – Índio da aldeia Krukutu e coordenador da Comissão Guarani Yvyrypa
Igor Felippe: trabalha na comunicação do MST em São Paulo.

Oficina de midiativismo – 19h às 22h
Convidados: Rodrigo Zaim, do R.U.A. Foto Coletivo (Registro Urbano Autoral)
Revista Vaidapé – Veículo de jornalismo independente, que reúne jovens que procuram reconhecer e fortalecer a cultura marginalizada.
Guerrilha: Coletivo de jornalismo independente, possui uma revista online e produz vídeos.
12 PM Photographic – Agência de produção de imagens.
*OBS: Apenas a oficina será na Apropuc

QUINTA-FEIRA (23/10)

Impactos de um jornalismo violento – 9h às 12h
Convidados: Marcia Tondato: Docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Consumo da Escola Superior de Propaganda e Marketing – ESPM-SP
Dirk Belau: formado em psicologia, tem um trabalho de exercício de Comunicação Não-Violenta
Vitor Blotta: Pesquisador Sênior do Núcleo de Estudos da Violência da USP (NEV/USP)
Maria Angélica Ferreira Dias: Psicóloga, formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). É membro do Grupo Intervenções Psicológicas em Emergências (IPÊ).

Cine debate com exibição do documentário “Junho” – 19h às 22h
Convidados: Representante do coletivo Fotógrafos Ativistas: grupo de fotógrafos autônomos que tem como objetivo mostrar a rua sob outras perspectivas
Representante Advogados Ativistas: O grupo surgiu primordialmente da necessidade de se garantir o direito de expressão, reunião e dignidade da pessoa humana. Desde então, o coletivo mostrou-se um novo instrumento não governamental de atuação jurídico-político, auxiliando a permanente construção democrática.
Murilo Magalhães: estudante, detido e torturado por Policiais Militares durante protesto contra a greve dos metroviários.

SEXTA-FEIRA (24/10)

Violência Policial – 9h às 12h
Convidados: Bruno Paes Manso – Economista, jornalista e doutor em Ciências Políticas
Laura Capriglione – Formada em Física e Ciências Sociais, começou a carreira como editora de Educação e Ciência no jornal Folha de S.Paulo. Conquistou o Prêmio Esso de Reportagem 1994 com a matéria “Mulher, a grande mudança no Brasil”, produzida para Veja em parceria com Dorrit Harazim e Laura Greenhalgh.
Marcelo Freixo – Deputado estadual do Rio de Janeiro

Leave a Reply