Filho de peixe, peixinho é?

Mercado de pets chega a oferecer aulas de reiki para animais domésticos

Aula de ioga com os cães e seus acompanhantes na Casa do Equilíbrio (Foto: Divulgação)

Por Clara Peduto

Se ser mãe de pet também é ser mãe, o mercado deste segmento não poderia envolver somente ração. Segundo a Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), o setor se divide em quatro: pet food (alimentos para animais de estimação), pet vet (produtos veterinários), pet care (equipamentos, acessórios, produtos de higiene e beleza animal) e pet serv (outros tipos de serviços à disposição dos animais). Terceiro maior mercado do mundo, o Brasil assistiu nos últimos anos a uma proliferação do cardápio de bens e serviços oferecidos a animais domésticos, que incluem desde opções transcendentais, como ioga e meditação, a itens mundanos, como cerveja e vinho.

A Casa de Equilíbrio Pet, por exemplo, foi fundada em junho de 2018 pela veterinária Sandra Fernandes e oferece diversas terapias holísticas para cães, como reiki e ioga. A ideia de fundar o estabelecimento surgiu a partir das observações de Sandra, que percebeu nas consultas que os animais frequentemente possuíam as mesmas patologias que os seus tutores. Assim, decidiu investir R$ 40 mil em um espaço onde ela pudesse cuidar não somente do físico, mas também do emocional dos pets. As sessões de reiki – técnica de relaxamento que promove cura através de energização – custam R$ 70 cada, e caso o dono também queira participar, R$ 130. As aulas de ioga, apelidadas de “dogyoga”, não têm custo. De acordo com a veterinária, “quando cuidamos da energia tanto do humano quanto do animalzinho, os tratamentos fluem melhor”.

Além dessas modalidades de terapia, o estabelecimento está localizado  na Vila Madalena em São Paulo. Além dessas modalidades de terapia, oferece outros serviços como acupuntura (R$ 130), homeopatia (R$ 200) e montagem de dieta natural para cães (R$ 200).

A procura por serviços que envolvam cura através de práticas energéticas é grande, e cada vez mais as pessoas têm transferido muitos dos seus gostos, vontades e sentimentos para os seus bichos de estimação.

Mercado em ascensão

De acordo com os estudos mais recentes do Instituto Pet Brasil, em 2017 este mercado cresceu 7% em relação a 2016, com estimativas de que nesse período tenham circulado R$ 25 bilhões – mesmo com as crises no país. 

A startup brasileira de produtos para gatos CatMyPet é um exemplo que comprova a expansão dos negócios pet, mercado que costuma aumentar em 8% ao ano. Superando esse patamar, a empresa, fundada em 2015, cresce em média 40% anualmente e possui 600 lojas pelo Brasil. Em 2018, a CatMyPet faturou R$ 1,8 milhão e tem expectativas de dobrar o faturamento no próximo ano, em meio à ampliação do portfólio de produtos e pontos de venda, segundo uma das fundadoras da startup,Agnes Cristina.

Quase 18% dos lares possuem um gato, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE. A partir desse olhar, Agnes e o empreendedor Diogo Petri decidiram desenvolver produtos inovadores para gatos, e com um empréstimo de R$16 mil passaram a investir. Através da distribuição, a empresa, que oferece desde bebedouros com torneiras “flutuantes” a produtos higiênicos, ficou conhecida e recebeu uma proposta internacional de US$ 30 milhões de investimento através do Shark Tank  – programa americano em que empresários investem em soluções inovadoras criadas a partir de pequenos negócios. 

Bebedouro criado pela CatMyPet (Foto: Divulgação)

Em média, o brasileiro gasta quase R$ 300 por mês com seu cão e R$ 200 com seu gato, conforme pesquisa da consultoria CVA Solutions. Dados do IBGE de 2016 concluem que Minas Gerais é o estado com maior número de casas com animais de estimação: 46% das residências. Diante de um mercado consumidor tão promissor, hoje mais de 10 mil micro e pequenas empresas e Microempreendedores Individuais (MEI) mineiros apostam neste setor.

Rodrigo Diaz, especialista em marketing e empreendedorismo, aconselha no blog Pet Shop Control estar atento a alguns cuidados ao investir neste mercado, como focar em um único serviço, ter um plano de negócio, conhecer o público e estudar continuamente.


Leave a Reply