Manifestação de bispo contra professor da PUCSP inspira debate pela liberdade de expressão

Fonte: APROPUC-SP 23.03.12
Após uma manifestação do bispo Dom Luiz Bergonzini em seu blog defendendo que a PUC-SP não é local para “abortistas, defensores da eutanásia, da liberação da maconha, da ideologia homossexual ou comunistas”, centros acadêmicos e coletivos organizaram um debate no dia 22/3, para discutirem a liberdade de expressão na universidade. A mesa contou com o professor, e reitor, Dirceu de Mello, Camila Reis, estudante do curso de Geografia, representando a Frente Feminista, e o professor Leonardo Sakamoto, do Departamento de Jornalismo, citado pelo bispo por “propagar a liberação do aborto e da eutanásia” em seus textos.
O reitor declarou que a paróquia de Dom Bergonzini não é a mesma da PUCSP. “Que cada um cuide de sua paróquia”, afirmou. Ainda durante a fala, o reitor se disse disponível a fazer mais audiências públicas antes do final de seu mandato, no final do ano. O professor Sakamoto, por sua vez, acredita que os estudantes devem lutar pelo que acreditam e devem ter liberdades individuais, e que todos devem respeitar as opiniões do bispo, mas que este também respeite as ideias da comunidade da PUC-SP. Os estudantes que organizaram o ato escreveram um abaixo assinado pela liberdade de pensamento, que circulará pela PUC-SP nas próximas semanas.

Leave a Reply