Por Sarah Santos

Canção traduz sentimentos, emoções e experiências. Ela, junto com a moda, formam uma parceria espetacular, uma vez que o vestuário exibe a personalidade e a manifestação do comportamento humano. A juventude normalmente cria e difunde estilos musicais pelos seus movimentos culturais, artísticos e políticos. A mescla de símbolos e códigos de identificação unem a moda e a harmonia definindo o indivíduo de acordo com seus gostos, preferências e atitudes transgressoras dos movimentos sociais. O século 20 foi o estopim dessa colaboração negociada entre auditivo e visual. Cantores influenciaram a moda através do surgimento de novos ideais sociais, vídeos clipes, popularização do rádio e festivais de música como o Woodstock, que interferiu em outros eventos musicais e na vestimenta de outras gerações.

Artistas de Woodstock inspiraram moda na década de 60.                                                          Foto: Divulgação

Movimentos sociais da década de 1990 revelaram num só ritmo: indivíduo, espaço e tempo. Um período de incentivo para surgimento da marca Ellus que foi inspirada em Woodstock, relatou Adriana Bozon, diretora criativa da marca. Alguns artistas influenciadores desse período são: Madonna e Kurt Cobain. O pop é uma abreviação popular referindo-se à cultura de comportamento presente na arte, na roupa e na música. A moda pop é um estilo de se vestir com expressão, possui estampas coloridas, com referência a histórias de quadrinhos e onomatopeias. Ainda, segue tendências de maneira acessível.

A intenção de propor ao público seguir certas direções e atitudes, como as dos cantores de música pop Selena Gomez, Justin Timberlake, Christina Aguilera ajudaram a propagandear marcas de roupas, sapatos e acessórios para realizar campanhas e criações conjuntas. Além disso, músicos pop Kanye West e Beyoncé criaram suas próprias marcas. West encontrou na costura uma forma de se expressar e criar uma identidade. Em entrevista na W Magazine em 2016 ele contou que adquiriu habilidades de se comunicar através do seu vestuário. Possuindo uma autoridade no meio West já se tornou “embaixador” de várias marcas. Há ainda os designes que confirmam se inspirarem nas músicas para formação de estampas e modelos.

Kanye West lançou sua própria marca “Yezzy” em parceria com a Adidas. Foto: Divulgação

O estilista Ronaldo Fraga já afirmou que parte da canção na hora da criação, ainda disse: “todo designer, seja de moda, de animação, sempre tem plataformas que o sustenta, e a melodia é uma delas”. Ele acredita que o canto é a voz de uma época, uma geração e o estilo estabelece essa conexão: “A sinfonia é a voz da roupa. E a roupa do tempo”. 

O festival de música Coachella que acontece anualmente na Califórnia abre a estação de verão estadunidense trazendo as principais tendências de vestimenta. Em 2018 a cantora Beyoncé foi uma das principais atrações e seus figurinos foram produzidos pela marca francesa Balmain. O evento já passa a ser comparado a uma passarela de moda deixando de ser apenas interpretações de shows.

Leave a Reply