Museu Paulista abre as portas para a exposição barroca

Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho é o protagonista da exposição do MASP.

 

O MASP apresenta uma exposição sobre arte barroca para os admiradores e os interessados na sua forma de se expor e de se comunicar destacando os aspectos do período e o seu maior artista, Antônio Francisco Lisboa, conhecido popularmente como Aleijadinho.

Os admiradores de arte que passavam pela Avenida Paulista entravam no Museu para ver mais de perto obras do autor exposto, considerado o mais importante autor do barroco brasileiro, segundo a especialista entrevistada, Maria Inês dos Santos Duarte, Professora de História da Arte da Pontifícia Universidade Católica.

Na exposição, além das esculturas do Aleijadinho, um conjunto de obras de outros autores faz referência à figura, à obra ou ao contexto do mestre mineiro, tais como mapas de Minas Gerais e Vila Rica no século 18, gravuras de viajantes estrangeiros que passaram pela região no início do século seguinte, imagens de fotógrafos que registraram suas obras e trabalhos de artistas que foram influenciados por sua arte ou que se referem a ela na produção moderna e contemporânea.

Maria Inês, falou também sobre o Barroco apresentado na exposição, apontando ser um Barroco diferente dos demais, devido ao lugar de origem do autor Aleijadinho (Minas Gerais) por não desenvolver as culturas europeias, as ordens religiosas não faziam a presença no estado brasileiro, e apenas as irmandades religiosas eram presentes. Portanto, o Barroco exposto é considerado como nacional, criado em um ambiente diferente do europeu e por isso, Aleijadinho se torna o mais importante autor do Barroco Brasileiro, por simples fato da sua inspiração e base em outros conceitos de barroco, ele retratou obras tão importantes, tão bonitas e tão originais. Ela comenta também sobre o brasileiro não conhecer sua própria cultura, pois cada artista passa um recado para a sociedade a partir da concepção que obteve naquele momento, e a obra de Aleijadinho, revela muito bem a nossa história, com a figura dele no período colonial, a qual era necessário a imagem de um herói, bem como ele foi um. Portanto, é de extrema necessidade saber quem é o Aleijadinho. Nasceu em Ouro Preto, Minas Gerais em 1730. Foi um artista pobre, sem muitos recursos a culturas e nem outras bases. Iniciou a vida artística na infância observando as obras de seu pai. As mesmas são marcadas pelo equilíbrio, harmonia e serenidade.

Alguns visitantes presentes no dia concederam breves comentários sobre a experiência de estar vivenciando a obra do Aleijadinho, o que viam, o que sentiam ao ver a exposição. O que foi dito majoritariamente pelos visitantes, é a perfeição com que o artista trabalha na sua arte, cada detalhe que foi bem feito e o cuidado em cada parte das obras. Chamavam-lhe a atenção também, as obras grandes como “Cristo Flagelado” e a “Nossa Senhora das Dores” e as que tinham um tom mais sentimental como a do “São Bernardo” as expressões que eram passadas a cada um, intrigavam ainda mais aos admiradores.

 

Leave a Reply