Por Natália Campos e Luiza César São Paulo, 12 de fevereiro de 1954. Uma multidão formada por repórteres, fãs e curiosos se espremia na Rua Conselheiro Crispiniano para acompanhar a inauguração do I Festival de Cinema do Brasil. O palco era o Cine Marrocos, o mais luxuoso cinema da América do Sul naquela década. Parecidos com
CONTINUE READING